Autor: conglomeradojuquinha

Libido do homem: os fatores na origem de uma perda de apetite sexual

A perda da libido é materializada no homem por um desejo sexual a meio mastro e, às vezes, por rupturas de ereção. Estas desordens são em parte de origem médica, em parte de origem psicológica.

Causas médicas de perda da libido

Os níveis de testosterona a meio mastro podem levar à diminuição da libido nos homens. Com a idade, em particular, a produção hormonal diminui e a intensidade do desejo sexual masculino sofre. Mas outros fatores de natureza médica podem influenciar a falta de libido: tratamentos com drogas, doenças, estilo de vida pobre – ingestão regular de substâncias psicotrópicas ou alcoolismo, por exemplo – são frequentemente apontados.

Fatores psicológicos da falta de libido

Sujeito a excessiva pressão profissional ou familiar, o homem que sente stress ou cansaço está menos inclinado a fazer sexo. Da mesma forma, o desgaste do casal a tempo ou a chegada de uma criança podem questionar sua libido. 

Como encontrar sua libido masculina?

Pessoalmente, o homem tem à sua disposição várias soluções para testar para aumentar sua libido.

Falta de libido de origem médica: os meios para remediá-lo

Quando a perda do desejo sexual é induzida pela medicação, não há como interromper o tratamento por iniciativa pessoal. O homem tem todo interesse neste caso em consultar seu médico para encontrar com ele uma alternativa terapêutica aos efeitos colaterais menos nocivos à sua libido. Se os distúrbios são de origem hormonal, pode ser benéfico para realizar exames de sangue e, em seguida, colocar em prática uma terapia de testosterona adequada. Finalmente, adotar um estilo de vida melhor pode ajudar a recuperar sua libido masculina.

Cuide-se para lutar contra a perda da libido

Assim como a mulher, o homem mau em sua pele não se sente desejável. Este é o momento de destacar seus ativos sedutores: novo guarda-roupa, sessões de esportes assíduos, tratamentos faciais … tantas idéias para recuperar sua auto-estima e ter a sensação de agradar novamente. Na mesma linha, a recuperação da libido pode envolver repouso e cura de vitaminas: uma forma física ideal torna possível paliar estados psicológicos frágeis, influenciando diretamente a libido do homem. 

Perda de libido masculina: o casal em questão

Muitas vezes, a falta de libido nos seres humanos encontra sua origem no casal. Nesta hipótese, os parceiros devem estar conscientes disso juntos para encontrar formas eficazes de reforçar o desejo sexual.

Para reservar momentos a dois

A chegada de uma criança em casa, um ritmo profissional intenso ou uma vida social transbordante podem afastar os amantes. Para uma sexualidade gratificante, os amantes podem planejar momentos especiais para o casal. Uma noite, um fim de semana ou feriados com dois podem ser encontrados nos primeiros dias do relacionamento, durante o qual a libido do homem é geralmente no topo. Ao se renovar dessa maneira, o casal também pode trazer de volta o amor, essencial para alguns ao desejo sexual.

Renovação e incomum para encontrar sua libido

O tempo afeta negativamente a sexualidade da maioria dos casais. Quando a rotina substitui a surpresa, a excitação sexual sofre imediatamente e o homem pode se ver sujeito à disfunção erétil ou a um colapso do desejo por seu parceiro. Os amantes, para enfrentá-lo, devem ser imaginativos e adicionar um toque de sexo: renovando suas posições, experimentando práticas libertinas, adicionando acessórios e brinquedos sexuais, percebendo fantasias ou surpreender o outro por sexting … os meios para lutar contra uma perda de libido são numerosos.

Quando a libido do homem depende da mulher

Pode acontecer que a falta de libido masculina seja causada por uma negligência do parceiro. Nesse contexto, o homem pode sugerir ao seu acompanhante o grande jogo: Cueca impertinente, tomando iniciativa ou jogos eróticos: quando a mulher surpreende seu amante, a libido do homem tem todas as chances de subir igual uma flecha! 

Nós muitas vezes ignoram a importância da relação que existe entre a moral e a saúde, por isso que é fundamental. No caso da libido, é mostrado que, em 90 a 100 homens que sofrem de depressão crônica, a impotência, também é evidente.

De acordo com vários estudos estatísticos, sabemos que a depressão, uma doença real, mesmo se nem sempre é diagnosticada, afecta cerca de um em cada dez homens e cerca de uma em cada cinco mulheres em um momento ou outro em suas vidas. Se as estatísticas parecem indicar que o sexo feminino é mais sensível à depressão do que os homens, ele também pode ser que estes últimos, porque de uma certa modéstia e preconceitos sobre a virilidade, falar menos.

No entanto, existe um verdadeiro efeito de bola de neve” : se o estado depressivo, na verdade, leva a uma certa forma de impotência, a impotência em si, muitas vezes mal vividas como uma fonte de embaraço e vergonha, ameaça agravar a depressão novamente degradação da auto-estima. O mais depressão, mais libido torna-se difícil. Trancado em um círculo de silêncio, muitos homens não podem sair e prefere suprimir o problema ao invés de enfrentá-la. Isso é especialmente prejudicial, já que existem soluções que podem funcionar muito bem…

Impotência masculina e da depressão

Nós muitas vezes ignoram a importância da relação que existe entre a moral e a saúde, por isso que é fundamental. No caso da libido, é mostrado que, em 90 a 100 homens que sofrem de depressão crônica, a impotência, também é evidente.

I-A depressão e disfunção erétil : um efeito de bola de neve”

De acordo com vários estudos estatísticos, sabemos que a depressão, uma doença real, mesmo se nem sempre é diagnosticada, afecta cerca de um em cada dez homens e cerca de uma em cada cinco mulheres em um momento ou outro em suas vidas. Se as estatísticas parecem indicar que o sexo feminino é mais sensível à depressão do que os homens, ele também pode ser que estes últimos, porque de uma certa modéstia e preconceitos sobre a virilidade, falar menos.

No entanto, existe um verdadeiro efeito de bola de neve” : se o estado depressivo, na verdade, leva a uma certa forma de impotência, a impotência em si, muitas vezes mal vividas como uma fonte de embaraço e vergonha, ameaça agravar a depressão novamente degradação da auto-estima. O mais depressão, mais libidotorna-se difícil. Trancado em um círculo de silêncio, muitos homens não podem sair e prefere suprimir o problema ao invés de enfrentá-la. Isso é especialmente prejudicial, já que existem soluções que podem funcionar muito bem…

II – Não hesite em recorrer a profissionais

Mesmo a situação é por vezes difícil de passar, uma vez que você vá a um especialista, ou mesmo que você fale com o seu médico, você pode ter acesso a soluções eficazes. Além disso, o simples fato de iniciar o processo permite que você tire o problema em consideração, o que é já a criação de um impulso de energia.

Em efeito, ao aceitar a possibilidade de melhoria, põe-se já em um estado de espírito mais agressivo, pois isso irá ajudá-lo mais tarde. Um tratamento adequado é bem mais que pode ajudar você a recuperar sua confiança, assim prolongando o efeito benéfico que foi construído até já quando você decidiu agir.

No caso em que a sua timidez seria uma barreira, pode ser melhor optar por uma auto-medicação, desde que você informe antecipadamente sobre a droga que você vai usar. Opt particularmente para produtos leves, e até as plantas, porque uma parte importante do tratamento é baseado em um processo psicológico perto o efeito placebo. A substância activa é muitas vezes usado como um fenômeno do gatilho, mas é em decidir-se a agir como você pode recuperar a confiança em você e, portanto, iniciar um processo que conduza você realmente para uma remissão.

Bem, a primeira coisa a fazer é tomar a ação. Não se deixe ser pego no círculo vicioso da depressão causando a impotência, a impotência em si, reforçando a depressão, e assim por diante… Em direcionando você para um especialista, você terá a oportunidade de desfrutar de uma verdadeira experiência. Se necessário, iniciar o tratamento por si mesmo, com produtos que são leves e seguro: ele pode criar um clique e pode promover a cura.Seja o que for, não concorda com qualquer uma inevitabilidade, porque existem remédios, e o primeiro deles, é para recuperar a confiança em você!

Sua taxa de relações sexuais diminuiu significativamente nos últimos tempos e fazer ainda mais desde a última vez que você woohoo com o seu amor. Mais surpreendente, ele não parece mesmo perder você. É isso que o preocupa um pouco. Não entre em pânico ! Há uma explicação e uma solução para cada situação.

Uma diminuição do desejo é estabelecida em seu casamento e esta situação começa a tornar-se irritante… Mas como reagir quando o desejo parece fora de lugar ?

Coisas a saber

• Não deve ser confundido com o declínio do desejo com a incapacidade de sentir prazer. Uma vez estimulado, a pessoa pode sentir e experimentar um orgasmo.
• As mulheres são mais afetadas pelo albidinie do que os homens.
• Uma diminuição no desejo não é final. É importante estar ciente de que, e não esperar que isso aconteça por si só. É necessário falar, a fim de agir.

Cada situação tem a sua solução.

As razões para o uso de droga.

Alguns tratamentos hormonais, anti-ansiedade e anti-depressão pode causar a perda do desejo. Portanto, você não deve hesitar em falar com o médico, que poderia caber caso contrário, a dose ou a prescrição. Geralmente, o impulso vem de volta após a interrupção da prestação de cuidados.

O estresse

Você só precisa mudar o trabalho, os projetos você trabalha muito poderosas ou se você sabe algumas preocupações financeiras… em Suma, ter a cabeça em outro lugar, e, na verdade, não a bagatela !
Essas pequenas e grandes coisas, pode levar a um líquido diminuir a sua libido. Não se esqueça de que o principal órgão sexual ainda é o cérebro !

Não se praticar a política da avestruz, ao negligenciar este aspecto de sua vida. Ele é tão importante, se não mais, que a liquidação das facturas ou que o arquivo Trucmuche.
Aprender a relaxar e ter tempo para si mesmo enquanto faz amor, mesmo se você puxar um pouco para começar o impulso no início : muitas vezes, a cama também, o apetite vem com o comer !

Um choque emocional

Uma demissão, a perda de um ente querido, a descoberta de uma decepção… Tantas brutal eventos que podem desestabilizar alguém e fazê-lo perder o desejo de fazer amor.
Neste caso, é necessário chamar ajuda profissional, iniciando-se uma terapia. Apenas um ou dois, o profissional será capaz de responder. Na medida em que existem hoje em dia, muitos tratamentos de curto e eficaz.

O peso da rotina

A força de que você vê, você não vê mais ! O corpo do outro aparece mais como uma promessa de fogos de artifício para o sensorial. E você começar a se cansar fazenda na cama fantasiar sobre outros rostos desconhecidos ou não.

Saiba como redescobrir o outro. Jogar explorar o ” mapeamento sexual “, imaginado pelos sexólogos. No escuro de uma atmosfera íntima e, cada um na sua vez e o restante do vestido, carinho e segure a outra sem a liderança para o prazer.
Como dias e semanas, você vai fazer ainda mais a exploração, a fim de aumentar o desejo mais forte e mais forte… Até a explosão de prazer e desejo encontrada para fazer amor.
Você não deve hesitar não agitar seus hábitos, fazendo algumas pequenas jogos eróticos, surpreendendo os outros e de inventar alguns cenários.

Impotência é o problema de dois?

A impotência é um problema para dois. Quantos casais sofrem com isso e às vezes se divorciam! Mas nem tudo é tão sem esperança. A medicina moderna encontra soluções até nos casos mais difíceis. O termo ofensivo “impotência” em 1998 foi substituído pelo nome científico da doença – disfunção erétil. No entanto, isso não mudou a essência.

O que é disfunção erétil? A doença está na incapacidade de um homem alcançar e manter a ereção necessária para realizar a relação sexual. A disfunção erétil pode ser provocada por uma variedade de razões. Muitas vezes, a impotência é um sintoma de diabetes mellitus, hipertensão, danos cardiovasculares.

Isso diz respeito a quase 80% dos homens que experimentam regularmente disfunção erétil. Em 30% há distúrbios hormonais. Entre as causas da impotência, a mais comum é a patologia vascular, que significa um fluxo sanguíneo fraco para o pênis ou estagnação do sangue.

No primeiro caso, uma ereção é conseguida com grande dificuldade, e sua qualidade deixa muito a desejar. No segundo caso, a ereção, ao contrário, é alcançada rapidamente, mas também passa com a mesma rapidez, de modo que às vezes o homem não tem tempo de se dedicar aos negócios. Tais violações podem ser associadas à profissão: dia de trabalho irregular, alimentação desequilibrada, superaquecimento e hipotermia, estilo de vida sedentário, vibração. Muitas vezes isso se aplica aos drivers.

Representantes do sexo forte, buscando estabelecer em sexo todos os recordes possíveis, vale a pena lembrar que uma das causas da disfunção erétil são excessivamente zelosos, muitas horas após a relação sexual, quando o homem está lutando o maior tempo possível para retardar a ejaculação. Tudo está bem com moderação! A impotência é uma consequência de várias doenças: endarterite, aterosclerose de grandes artérias, varizes, traumas do pênis e tecidos próximos.

Sabe-se que certas drogas podem causar disfunção erétil. Tais efeitos colaterais têm anti-histamínicos e anti-hipertensivos. Você não pode pegar esses fundos por mais de cinco dias. Os núcleos precisam ser especialmente cuidadosos: tomar nitroglicerina juntamente com o Viagra é ameaçado com consequências irreversíveis.

Para resolver seus problemas íntimos, os homens costumam ir a amigos que têm uma experiência semelhante, farmacêuticos ou venereologistas. Contudo é necessário dirigir-se ao urologist-andrologist ou o psychotherapist . A maioria dos problemas associados à deterioração ou falta de ereção é resolvida com a ajuda de uma terapia adequada. O uso razoável de drogas e tecnologias modernas ajuda muitos pacientes a restaurar a atividade sexual sem efeitos colaterais e com risco mínimo.

No entanto, existem também tais patologias, que só podem ser corrigidas por faloprodéticos . Quando uma lesão peniana e múltiplas injeções no corpo, há esclerose dos corpos cavernosos do pênis. O tecido elástico suave dos corpos cavernosos do pênis é substituído por um tecido conjuntivo grosseiro que não é capaz de proporcionar uma ereção. No entanto, vale a pena tranquilizar homens e mulheres – 70% das falhas no sexo não estão relacionadas à fisiologia.

Suas razões são puramente psicológicas . Esse tipo de disfunção erétil é chamado de impotência psicogênica ou pseudo-impotência. Com ela, a ereção matutina persiste e não há problemas com a masturbação . Representantes do sexo mais forte muitas vezes reagem dolorosamente aos menores contratempos no sexo.

Às vezes, para o desenvolvimento da impotência psicogênica, basta uma observação não autorizada de um parceiro. Neste caso, o médico prescreve psicoterapia em conjunto com drogas modernas. Uma terapia psicogênica mais eficaz é tratada se um médico ou um psicólogo  trabalhar com ambos os parceiros. Cuide de sua saúde e felicidade com antecedência.

Exercício, limitar o consumo de álcool, alimentos enlatados, frito, farinha, sal e doce, a vida sexual regular com um parceiro permanente amoroso e amado sem excessos sexuais e abstinência a longo prazo e um estilo de vida saudável em geral – a melhor prevenção da disfunção eréctil.

A higiene da vida, é mais importante do que você pensa para manter uma boa saúde sexual. Pequenas dicas a seguir.

Evitar
Tabagismo : a nicotina faz com que o aperto dos vasos sanguíneos e diminui o fluxo de sangue para o pênis, o que eventualmente atrapalhar a ereção.
Álcool com moderação, caso contrário, o fracasso é quase garantido !Um copo pequeno deste inibições e pode ajudar no início. Mas o consumo crónico de excessiva acaba tendo efeitos devastadores : uma diminuição na taxa de testosterona (o hormônio da virilidade), a perda de controle da ereção.
O consumo de drogas (haxixe, cocaína…) : além de ser ilegal, pode prejudicar o seu desempenho sexual.

Fazer
Manter a linha e assistir a sua dieta
– O excesso de peso pode ser acompanhada por problemas de circulação de sangue e uma diminuição dos seus níveis de testosterona, que no final vai ter uma influência sobre a sua capacidade de ter ereções. Vários estudos têm mostrado que um IMC (índice de massa corporal) maior que 28.7 aumenta em 30% o risco de impotência.
– Preste Atenção ao seu colesterol : manter as boas gorduras (óleo de peixe, azeite, nozes, sementes de colza…) e ficar longe das gorduras saturadas, que aumentam o mau colesterol (carnes gordas, frituras, carnes, cheia de creme de produtos lácteos, ovos…) e entupir as artérias.

Dica do ano
– Promove a produção de endorfina, o hormônio do prazer e bem-estar.
– Ajuda a reduzir o excesso de peso.
– Ele relaxa e caça de estresse.
– Melhora o sistema cardiovascular e a circulação sanguínea.
Tome-se, por exemplo, 30 minutos de natação, caminhada rápida ou a executar por dia.
Você está mordido bicicleta ? Para facilitar a circulação de sangue em seus órgãos genitais, ajuste o assento, nem muito alta, nem muito baixa. Idealmente, suas pernas devem sempre ser dobrados, mesmo no ponto mais baixo dos pedais.

Bom saber
– De manhã, a sua masculinidade está no topo : depois de uma boa noite de sono, a taxa de testosterona é máxima, o que deve tornar as coisas mais fáceis.
– Apimentar seus relacionamentos : a rotina, a monotonia, em suma, o tédio, pode impedir a ereção. Variar as posições, ser inventiva.

A saúde Sexual é percebido pela Organização mundial de saúde como essencial na vida dos seres humanos. QUEM fala isso como um ” estado de bem-estar-físico, emocional, mental, e social associado com a sexualidade. “Não é apenas levar em conta de doenças e infecções sexualmente transmissíveis, ou apenas o bom funcionamento sexual. “Este não é apenas ter problemas com ereção ou ejaculação precoce, explica Catherine Solano médico , sexólogo e colunista da Cruz de Saúde. Ele é mais amplo : inclui a contracepção, a fertilidade, particularmente do sexo masculino, de mortalidade materna, violência contra a mulher… ”

Se o que fez de saúde sexual uma prioridade, é porque ele pode ser um prenúncio de muitas outras coisas. “Podemos, em problemas sexuais têm síndromes depressivas, tem consequências se ele não vai bem esse lado”diz o Dr. Emmanuelle Thore, diretor do Centro de Educação e Prevenção de Saúde, um centro de saúde sexual, anexo ao hospital Gabriel Martin, Saint-Paul, ilha da Reunião. ” Por exemplo, “disse o Dr. Solano, quando um homem de mais de 50 anos que têm problemas de ereção, você deve fazer um sistema circulatório de check-up. Porque isso significa que suas artérias pode ser danificado e o risco de um ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral em dois ou três anos. ”

Algumas dicas

Assim, para uma boa saúde sexual, Catherine Solano livro algumas dicas. “Primeiro de tudo, é importante evitar o fumo, diz ela. Fumantes têm duas vezes mais dificuldades a nível sexual do que os não-fumantes. “As estatísticas são impressionantes : em média, um não-fumante considera sua satisfação sexual é de 9 fora de 10, em comparação com apenas 5 dos 10 para os fumantes pesados. ” Então, você precisa praticar exercícios,continuou o terapeuta. Os homens que passam de 3 000 Kcal por semana foram de 82 % de risco, pelo menos, de ter disfunção erétil”(1 000 Kcal = 3 horas de caminhada, 1 hora e 30 minutos de bicicleta ou 1 hora de executar). “Claro, ele também é necessário para evitar excesso de peso. O fato de perder peso quando se está com excesso de peso melhora a função sexual. ” Finalmente, para um casal, o conselho de Catarina Solano é simples : “O melhor conselho é praticar regularmente. Mesmo quando ele tem um pouco de tensão, você tem que perseverar, se apenas para manter um emocional positivo bond e fazem com que o nosso corpo a trabalhar no prazer.”

TRATAMENTO DA DISFUNÇÃO ERÉTIL

O fato de a maioria dos homens com disfunção erétil (DE) não querer procurar ajuda médica é um problema sério para os médicos em todo o mundo. No entanto, esse fenômeno é especialmente relevante em nosso país, onde muitas vezes não é comum procurar médicos com problemas íntimos. Além disso, a psique de um homem ao avaliar suas capacidades sexuais é extremamente vulnerável, e o termo “problemas em sua vida pessoal” geralmente se refere a “problemas pessoais”, isto é, aqueles que não podem ser discutidos com ninguém. Enquanto isso, a medicina moderna é capaz de oferecer vários métodos de tratamento da disfunção erétil. Um deles é a recepção de medicamentos modernos.

TERAPIA DE MEDICAÇÃO

Neste caso, o tratamento da disfunção erétil é realizado através do uso de um número de drogas que visam um aumento geral no tom do corpo, pressão arterial, a restauração da vitalidade. Ao contrário de outros métodos, o tratamento médico da disfunção erétil é o mais suave possível, por isso pode ser recomendado a homens de diferentes idades e com diferentes graus de gravidade da doença. Como principal droga para restaurar a força masculina, os comprimidos podem ser recomendados para aumentar a potência da Impaza .

TRATAMENTO COMPLEXO

O tratamento complexo da disfunção erétil nos homens baseia-se no seguinte princípio: qualquer ação que vise melhorar e restaurar qualquer função do corpo pode se tornar um meio de fortalecer o poder masculino na esfera íntima. Isso se deve ao fato de que a violação da potência é, na maioria das vezes, o resultado de rupturas globais no corpo, de distúrbios endócrinos e terminando com o envelhecimento geral do corpo. Portanto, será muito mais eficaz se diferentes métodos de tratamento da disfunção erétil forem usados ​​simultaneamente, complementando-os com formas secundárias de aumentar a potência.

Tratamento da doença subjacente . O tratamento da doença subjacente é realizado após um diagnóstico completo de disfunção erétil. Patologia que leva à ruptura de potência pode ser hipertensão arterial e outras doenças cardiovasculares, diabetes, desordens do sistema nervoso (por exemplo, depressão,), hipercolesterolemia, e assim por diante. D. Para voltar a vida sexual normal também substitui drogas usadas no tratamento de primário doenças, mas pioram a função sexual. Estes podem incluir alguns anti-hipertensores (diuréticos de tiazida, bloqueadores dos canais de cálcio, etc.), antidepressivos tricíclicos, anti-arrítmicos (digoxina), e outros.

Seguindo um estilo de vida saudável . Para a maioria dos homens, um dos métodos mais elementares e ao mesmo tempo complexos de combater a disfunção erétil é uma mudança no estilo de vida. Este caminho baseia-se em seguir princípios básicos como:

  • Recusa de maus hábitos . Com o abuso de álcool, uma ereção ocorre tarde ou não ocorre de todo. Fumar leva a um aumento da pressão arterial, que causa o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e, por sua vez, a fraqueza sexual.
  • Nutrição adequada . O principal requisito para uma ração alimentar é um conteúdo equilibrado dos principais componentes. Como regra geral, gastando tratamento da disfunção eréctil nos homens, os médicos recomendam para incluir em uma dieta rica em gordura: devem ocupar 30% da quantidade total de nutrientes. É útil usar o consumo razoável de chá e café, que contêm cafeína: essa substância aumenta o tônus ​​do corpo masculino e tem um efeito benéfico sobre a atividade sexual. Além disso, o tratamento de disfunção eréctil será mais eficaz se a dieta diária de incluir alimentos com vitamina E, que restaura a musculares, sistemas endócrino e reprodutivos. A nutrição adequada é a chave para manter o peso corporal normal. Caso contrário, o excesso de peso pode causar o desenvolvimento de diabetes e suas conseqüências – disfunção erétil.
  • Conformidade com o regime do dia . Para restaurar totalmente a força, uma pessoa precisa de pelo menos 9-10 horas de sono por dia. Ao mesmo tempo, vá dormir melhor até as 12 horas da noite. Uma excelente receita para a prevenção da disfunção erétil é caminhar ao ar livre antes de ir para a cama.
  • Vida sexual regular . Um homem de qualquer idade deve ter um desejo por vida sexual regular. Em um esforço para normalizar as relações sexuais, mudanças frequentes de parceiros e um grande número de atos sexuais devem ser evitados, e a abstinência prolongada deve ser evitada.

Recuperação completa da ereção fisiológica. Um método eficaz de tratar a disfunção erétil em homens é o uso da preparação Impaza. Este remédio visa eliminar o principal problema subjacente à redução da potência – a perturbação da produção de NO-sintase pelo endotélio, a casca interna dos vasos do pênis. Se você toma constantemente Impa, então esta droga não só melhora a função endotelial, mas também aumenta o nível inicialmente reduzido de testosterona no sangue. Para se livrar completamente da disfunção erétil, você precisa passar por todo o curso do tratamento – de acordo com o estudo, a capacidade de um homem de ter atividade sexual é restaurada após 12 semanas de ingestão regular da droga. Ao mesmo tempo, o efeito alcançado persiste por meio ano a partir do final do curso em 75% dos pacientes. Com a ajuda da Impaza, um homem pode retornar a uma vida sexual regular e completa,

Normalização do desejo sexual . O tratamento medicamentoso da disfunção erétil em homens com Impos também remove transtornos psicoemocionais na esfera íntima.  Com o uso da Impaza , a libido (desejo sexual) e o nível de satisfação com a relação sexual aumentam gradualmente. Estudos mostraram que, após o tratamento com o Impas, 85,7% dos pacientes relataram aumento.

Qual é o tamanho médio de um pênis ?

Muitos pesquisadores têm tentado responder claramente à pergunta que os homens e mulheres do mundo indagam: qual é o tamanho médio de um pênis ? O que é um pênis de tamanho ” normal “, e quando o pênis pode ser considerado “pequeno”?

Vamos apresentar as conclusões dos estudos científicos feitos sobre o tamanho do pênis, de modo que depois de ler este artigo, você tem a sensação de uma resposta precisa a esta questão. E talvez você vai ficar descansados quanto ao tamanho do seu ” piu-piu “ou a do seu parceiro.

A publicação dos resultados é muitas vezes acompanhada de uma história de medos que enfrentam os homens sobre o tamanho de seu pênis, se é grande o suficiente ou não, e se os parceiros sexuais serão satisfeitos. Então, o que é a verdade ?

Devido à onipresença de pornografia gratuita e facilmente acessível na Internet e o aumento do agressivo marketing de empresas que prometem um pênis maior, através do uso de expansores e lupas, é fácil ver por que a verdade sobre o comprimento e a circunferência do genital masculino pode estar oculto.

É por isso que talvez não seja surpreendente que os pesquisadores descobriram que, consistentemente, que os homens são mais preocupados com a sua virilidade.

O que você precisa saber sobre o tamanho médio do pénis

Aqui estão alguns pontos-chave sobre o tamanho médio do pênis. O principal artigo contém mais detalhes e informações de apoio.

  • Enquanto 85% das mulheres podem ser satisfeitas com o tamanho e a proporção do pênis de seu parceiro, os homens são menos seguros de si mesmos.
  • Não menos do que 45% dos homens acreditam que ter um pênis pequeno.
  • Em todos os estudos, o comprimento médio do pênis em repouso, varia de 7 a 10 cm (2.8 3.9).
  • Circunferência média em repouso de 9 a 10 cm (3.5 3.9).
  • Os comprimentos de ereção variar, por uma média de 12 a 16 cm (4.7 6.3 polegadas).
  • A circunferência ereto é de cerca de 12 centímetros (4.7 polegadas).

Quando o tamanho do pênis é considerado muito pequeno ?

O pênis se estende atrás dos testículos, mas os comprimentos medidos não incluir esta parte.
Pode ser que a melhor estimativa do que é considerado um pênis pequeno é dado pelo limite definido por médicos, e a partir do qual o aumento do pênis pode ser considerado.

Pesquisadores de publicação no Journal of Urology estudou os tamanhos de pénis de 80 homens ” fisicamente normal “, medindo as dimensões do pênis antes e depois de ereção induzida por uma droga.

Depois de ter calculado a média de tamanhos, eles concluíram :

“Apenas os homens que o comprimento do pênis em repouso é menor do que 4 polegadas ou o comprimento do pênis em ereção é menor do que 7,5 cm devem ser considerados candidatos para o alongamento peniano.

Qual é o tamanho “normal” ou médio do pênis ?

No estudo do Journal of Urology, os pesquisadores descobriram que a seguir entre o grupo de 80 homens :

  • Um tamanho médio de um pênis é de 8,8 cm quando está em repouso.
  • Um tamanho médio do pênis de 12,9 cm ereto.

O estudo também descobriu que o tamanho do pênis ereto de um homem não foi correlacionada com o tamanho do seu pênis em repouso, o que significa que homens cujo pênis são de comprimentos diferentes em repouso pode ter um pênis de tamanho semelhante na ereção. Não houve relação entre a idade dos homens e o tamanho do seu pênis.

Um estudo realizado em 200 turco homens, apoiados a conclusão de que ” o comprimento de repouso tinha pouca importância na determinação do comprimento do pênis em ereção “, o comprimento de resto não lhe dá qualquer indicação sobre a importância do aumento da ereção – se você é mais uma “casa de banho” ou ” agricultor ”

A investigação para determinar o tamanho médio do pênis inclui um estudo recente, publicado em janeiro de 2014, que analisou mais de 1.600 homens americanos, mas, neste estudo, as medidas físicas não eram independentes.

Em vez disso, o estudo baseou-se em medidas da zizi feito pelos homens a si mesmos. No entanto, os relatórios podem ser considerados confiáveis o suficiente, uma vez que os homens mediu o seu pênis em ordem para receber preservativos, o que significa que qualquer imprecisão teria dado origem a ordens que são inadequados.

O objetivo fundamental de uma psicoterapia eficaz para a impotência sexual masculina é estabelecer um nível de intimidade que coloca tanto em facilidade, estimulando o desejo sexual e a aliviar o desconforto e a vergonha associadas com a doença.

A impotência Sexual masculina: características e dados do distúrbio

O transtorno da ereção masculina, comumente chamado de impotência, apresenta uma série de características distintivas, necessário para o diagnóstico, como relatado no DSM-V (American Psychiatric Association, 2013):

  • Persistente ou recorrente incapacidade de alcançar ou manter um nível adequado de ereção até a conclusão da atividade sexual, ou acentuada diminuição na rigidez da ereção, à extensão mínima de 75% das ocasiões de atividade sexual, e por um período de pelo menos seis meses.
  • O distúrbio causa marca sofrimento ou dificuldade interpessoal.
  • A disfunção não é melhor explicada por outro transtorno psiquiátrico (diferente de uma disfunção sexual) e não é devido exclusivamente aos efeitos fisiológicos diretos de uma substância ou de uma condição médica geral.

Os dados sobre o fenômeno da impotência sexual masculina mostrar a sua relevância para o bem-estar pessoal e do casal: um dos estudos italianos dos mais respeitados, que datam de 2000, mostra que aproximadamente 13% da população masculina italiano (cerca de três milhões de dólares, que incluiu solteiros e viúvos) apresentar impotência sexual, considerando os pacientes que sofrem de ambos os episódios recorrentes, tanto casual. Destes, 70% tem mais de sessenta anos.

 

As causas da impotência sexual masculina

As causas são reconhecidos da impotência sexual masculina são de uma natureza, orgânicos e psicológicos, com o componente psicológico, que amplifica e agrava os problemas de natureza física. E um dos produtos para melhor sua vida sexual com certeza é Libid gel, não deixe para amanhã sua vida sexual feliz.

 

As causas orgânicas da impotência

Com relação a causas orgânicas, reconhece a impotência sexual masculina na natureza sangue, o que resulta em um déficit de preenchimento, e uma venosa na natureza, que se manifesta com um défice de manutenção. No primeiro caso, a rigidez do pênis não é suficiente para permitir a penetração (a pressão de sangue, as artérias cavernosas é muito baixa para ser capaz de relaxar completamente o corpo cavernoso), enquanto na segunda, a ereção total é atingido, ele desaparece muito rapidamente. Dentro dos tratamentos disponíveis hoje são lembrados da prótese penianas (estruturas mecânicas ou hidráulicas, que realizam um estado de ereção, a pedido, através de um dispositivo manual), cirurgia vascular, e o uso de substâncias vasoativas, a mais famosa das quais é a papaverina.

Causas comportamentais, impotência

A impotência sexual masculina pode ser causada por maus hábitos de vida, tais como falta de exercício, pouco descanso, tabagismo (com uma redução da velocidade do fluxo de sangue nas artérias fornecer os corpos cavernosos do pênis, e uma deterioração do sistema respiratório), e o abuso de álcool e drogas (Metz e McCarthy, 2004).

Círculo vicioso da depressão e impotência sexual

É importante ressaltar que todo o homem, que está sofrendo de uma doença crônica debilitante doença, muitas vezes, ele vive em um estado grave de depressão, que por sua vez pode ser a causa do mau desempenho sexual: isto cria um círculo vicioso, auto-alimentado, o que agrava a depressão e a insatisfação com a vida sexual (Dèttore, 2001).